Risotto de polvo

O meu prato natalício preferido é o polvo, cozido, assado no forno ou frito, salada ou arroz, simplesmente adoro! Por norma, sobra um pouco de polvo e alguma da água da cozedura, que aproveito para fazer um arroz. Desta vez, resolvi fazer risotto.

Ingredientes (serve 2):
200g de arroz para risotto
200g polvo cozido cortado em pedaços
água da cozedura do polvo (junte-lhe água se estiver salgada)
1 c. sopa polpa tomate
1/4 de cebola picada
1 alho esmagado com a faca
1 copo de vinho branco
1 c. sopa manteiga
salsa picada q.b.
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Bolo de especiarias e nozes com cobertura de chocolate e côco


De onde surge esta receita? Este bolo resulta da influência de diferentes receitas.
Nas últimas semanas, visitei vários mercados de Natal na França e provei várias vezes o «pain d'épices» (pão de especiarias), muito popular na época natalícia. Como gosto imenso de incluir especiarias em bolos, fiquei com vontade de fazer algo semelhante. Há uns tempos vi uma receita de «lamingtons», uma receita australiana, que são quadradinhos de bolo tipo pão de ló cobertos com chocolate e côco. Os quadradinhos devem ter 4cmx4cm e são totalmente cobertos com chocolate. Na minha receita, quis deixar que se visse o interior do bolo, por isso só cobri o topo e o fundo. Além disso, gosto do contraste das cores. Acho que a mistura dos ingredientes ficou fantástica e é uma ótima receita para o Natal. O bolo fica húmido e não vai conseguir comer só um nem dois quadradinhos...

Onde rapar o tacho #12 especial Estrasburgo


Já alguma vez vos disse adoro mercados e adoro o Natal? E se juntar as duas coisas? Melhor ainda! Mercados de Natal, iupi! Este ano já fui a vários, mas vou falar-vos do de Estrasburgo, que diz ter o mais antigo e melhor mercado de Natal da Europa.

Este mercado existe desde 1570 e foi-lhe atribuída a distinção de Melhor Mercado de Natal de 2014. Nesta altura, a cidade veste-se a rigor. Vejam só as decorações das casas.

 
 
As barraquinhas de Natal estão espalhadas por 11 locais da cidade e vendem, principalmente comida, bebidas, artesanato e decorações natalícias típicas da região da Alsácia.
Comecemos pela comida.
Indo a Estrasbourgo, que tem bastantes restaurantes com estrelas Michelin, tem de experimentar o prato mais conhecido da cozinha regional - a tarté flambée (francês) ou Flammkuchen (alemão). No fundo, faz lembrar uma piza; a massa, que é muito fininha, é barrada com crème fraiche e a mais comum leva cebola, queijo e bacon. Há também com cogumelos, salmão fumado, queijo munster, etc. Antes de ir, li que o restaurante Flamm's (na Rue des Frères, perto da catedral) seria uma boa opção, mas, quando cheguei lá, a fila era grande e acabei por ir a um restaurante ao lado. Seja onde for, não deixe experimentar (a não ser que não goste de cebola).

Superalimentos #3 [quinoa]


A quinoa é um super cereal, o mais rico em proteínas, e um dos alimentos mais completos.

Tem um sabor suave a noz e uma textura fofa e macia, semelhante à do cuscuz, é conhecida como o «arroz dos incas» devido a ser originária da região andina e é consumida há mais de três mil anos.

A quinoa é um cereal do qual se conhecem milhares de variedades, sendo mais conhecida a quinoa amarela, a preta, a vermelha e a castanha.

Benefícios nutricionais

Cada 100 gramas de quinoa contêm 15 g de proteínas, 68 g de hidratos de carbon, 9,5 mg de ferro, 286 mg de fósforo, 112 mg de cálcio, 5 g de fibras e 335 kcal.

Este cereal é uma fonte completa de proteína (18%), reunindo os oito aminoácidos essenciais.

É uma boa fonte de fibra, sendo ideal no combate à obesidade. O seu poder de saciedade é superior ao do arroz e do trigo.

Pobre em gordura (contém cerca de 10%), é rica em hidratos de carbono, cerca de 70%, sob a forma de amido. Pode ser ingerida por doentes celíacos pois tem pouco glúten.

Salada de quinoa

Há uns tempos, vi esta receita num dos muitos programas que o Gordon Ramsay apresenta. Já nem sei qual. Apesar de nunca ter cozinhado nem comido quinoa, resolvi experimentar porque a receita me pareceu deliciosa. Não estava errada. Adorei a quinoa e, desde então, já fiz vários pratos com este super cereal rico em proteínas e conhecido como o «arroz dos incas». Estou a preparar um post sobre as propriedades e benefícios da quinoa para breve.

Ingredientes (serve 4):
2 chávenas de quinoa
4 chávenas de caldo de legumes
1/2 chávena de amêndoas laminadas
1 penino pequeno, descascado, sem sementes e cortado em meias luas
150g de tomate cherry, cortados em metades
4 c. sopa de uvas passas
1/4 de cebolinho picado
1/4 chávena de folhas de hortelã, picadas grosseiramente
sumo de 1 lima
3 c. chá de azeite
sal q.b.
pimenta preta moída na hora q.b.

Receita publicada #2

A receita foi publicada na Continente Magazine de novembro e eu só soube anteontem. Tive de pedir que me arranjassem a revista. Como não estou em Portugal, não tinha comprado e quase me passava ao lado. Fico ainda mais feliz por ter sido publicada numa revista que gosto mesmo e que, muitas vezes, me serve de inspiração. Tem receitas muito boas, é barata e ainda traz uns cupões de desconto.

É a mesma receita que publiquei aqui no blogue em junho passado.


Dutch butter cake

Depois desta receita ninguém poderá dizer que não consegue fazer bolos. Mais fácil que isto não há!
No seguimento do post anterior, andei a ler mais sobre a cozinha neerlandesa e encontrei esta receita fantástica. «Engordativa», sim, mas deliciosa e super rápida e fácil.

Ingredientes:
250g de farinha sem fermento
230g de manteiga meio-sal
150g de açúcar branco

Onde rapar o tacho #11 especial Amesterdão

Desta vez, na rubrica «Onde rapar o tacho?», não recomendo nenhum local em particular, mas duas coisas a não perder quando visitar Amesterdão, que, diga-se, é uma cidade linda.
Quando visitei a cidade ia com a ideia de comer stroopwafels, umas bolachas tradicionais dos Países Baixos (aka Holanda). Já havia experimentado em Portugal (pode comprar no supermercado), mas queria ver se lá seriam melhores.
As stroopwafels (em inglês, syrup waffels) são originárias de Gouda (sim, a mesma cidade que deu nome ao queijo!) e são feitas com duas bolachas recheadas com um caramelo delicioso. Ora, não foi assim tão fácil encontrá-las nas pastelarias feitinhas na hora, mas encontrei nos supermercados a preços bem mais simpáticos do que em Portugal e, nos cafés, provavelmente, vão servir-lhe a sua bebda com uma stroopwafel pequena. A ideia é colocar a bolacha a tapar a sua caneca de café quente. A bolacha e o caramelo começam a amolecer, uma delícia!


Outra coisa a não perder é a apple pie (tarte de maçã). Vários países reclamam para si a confeção da melhor receita de apple pie, mas isso agora não vem ao caso. A que experimentei será a mais comum nos Países Baixos e conhecida em outros países como Dutch apple pie. A massa é bastante diferente, é mais areada, e o recheio de maçã é coberto com crumble. Vai encontrá-la em todas as pastelarias!
Já agora, não deixe de fazer uma visita guiada pela cidade (grátis, mas é a pé!), andar de barco pelos canais e visitar os museus.

Carne assada na panela com castanhas

Em Dia de S. Martinho não pode faltar uma receita com castanhas! 

Ingredientes (serve 4):
1kg perna de porco
2 cebolas médias
3 alhos
5 hastes tomilho fresco
2 folhas louro
1 c. de café pimentão fumado (picante)
1 c. de sopa de mostarda dijon
4dl de vinho branco
azeite
sal e pimenta q.b.
400g de castanhas cozidas

Tarte de castanhas com mousse de canela e gengibre

Foto TeleCulinária - 2014
 
O blog faz um ano!!! Já? O tempo passou muito rápido.
Comecei no Dia de S. Martinho, com uma receita com castanhas, claro. Aproveito a ocasião e republico aqui a receita, desta vez, com a foto que foi publicada na revista Teleculinária Especial.
> 160 posts
> mais de 35 mil visualizações
> quase 2 mil seguidores no Facebook
Manter o blog tem sido um desafio constante, mas muito gratificante devido ao vosso feedback positivo. O blog é feito por mim para vocês. Ainda assim, tem o meu cunho pessoal, publico e falo apenas do que quero, sem pressões ou interferências de qualquer espécie. Ultimamente, devido a ter mudado de país, tenho tido menos disponibilidade, mas mantém-se a vontade de partilhar as minhas experiências gastronómicas convosco. Espero poder continuar a contar com o vosso feedback. Obrigada por estarem desse lado do ecrã, só assim vale a pena! :) Afinal, este é um blog para quem gosta de cozinhar e de comer.
Para este Dia de S. Martinho estou a preparar-vos mais uma receita com castanhas!


Salmão grelhado com funcho caramelizado

Ingredientes (serve 2):
2 postas de salmão
1 c. de chá de sementes de funcho
1 c. de chá de ervas da Provença
1 c. de chá de tomate seco picadinho 
2 bolbos de funcho
azeiteq.b.
sumo de 1/2 limão
sal e pimenta q.b.

Caril de lulas



Ingredientes (serve 2):
400g lulas congeladas
óleo de sésamo q.b.
1/2 cebola picada
gengibre picado (do tamanho de 1 alho)
sal q.b.
2 vagens de cardamomo
1 c. sopa de caril
1 c. chá de canela
100ml leite de côco
coentros picados q.b.
sumo de 1/2 lima

Bolo húmido de chocolate e beterraba


 Se gosta de bolos de chocolate, tem mesmo de experimentar este. Acho que arrisco dizer que se tornou o meu bolo de chocolate preferido. A beterraba sempre foi usada em bolos por causa da sua cor fantástica, mas a conjugação com o chocolate é ainda melhor. O bolo fica húmido e delicioso!
Esta é uma receita que o Chef Henrique Sá Pessoa, um dos meus chefs portugueses preferidos, apresentou no seu programa «Ingrediente Secreto».

Ingredientes:
150g de puré de beterraba (3 grandes)
200g de chocolate (70% de cacau)
1 café expresso
200g de manteiga amolecida
135g de farinha de trigo sem fermento
1 colher de chá de fermento em pó
3 colheres de sopa de cacau em pó
5 ovos
190g de açúcar amarelo refinado

Crumble de manga e lima



 Assim como quem não quer a coisa, o crumble tornou-se uma das minhas sobremesas preferidas. Faz-se num instante, nunca sai mal e aconchega o estômago. Já aqui publiquei um de maçã
  e outro de morango. Hoje, temos de manga e lima. Combinação perfeita. Não consigo dizer de qual gosto mais. São diferentes mas todos deliciosos. (receita daqui)


Onde rapar o tacho #10


Bom, adoro coffee houses e, sem dúvida, têm surgido espaços fantásticos por todo o lado. Quando fui a Lisboa fazer a receita para a revista, aproveitei para visitar um espaço que queria conhecer havia já algum tempo - o Choupana Caffe.

Salmão teriyaki

Para quem não conhece, o molho teriyaki é parecido com o molho de soja, mas um pouco mais doce. Nos supermercados, encontra-o no mesmo sítio da soja. Também o pode fazer em casa, com molho de soja, açúcar (para a caramelização) e algumas coisas mais, mas se há já feito, porquê complicar?

Ingredientes (serve 2):
2 lombos de salmão
100ml molho teriyaki
sementes de sésamo q.b.
cebolinho picado  q.b.
bróculos


Receita publicada #1

 

Quem acompanha o blog desde o início poderá lembrar-se desta receita de Tarte de Castanhas, pois foi a primeira que publiquei há quase um ano, no Dia de S. Martinho.
Em maio, quando surgiu o convite para publicar uma receita de outono na revista Teleculinária Especial de outubro, lembrei-me desta tarte, por um lado, porque é simbólica para o blog, por outro, porque é maravilhosa. 
Escolhida a receita, em junho, fui a Lisboa confecionar a tarte de castanhas. Antes, ainda tive uma pequena entrevista com o Diretor da revista. No final, tirei algumas fotos para juntar à receita e ao texto (se virem a foto com cara de parva, dêem um desconto - estava um calorão e tinha passado a tarde numa cozinha!).
Além disso, tive a oportunidade de conhecer a Edições Plural, a editora das principais revistas de culinária de Portugal entre as quais se destaca a TeleCulinária, primeira revista publicada em Portugal nesta área há quase 40 anos. Fiquei a saber que são 11 as revistas de culinária publicadas pelo grupo e que todas as receitas publicadas são confecionadas e fotografadas na cozinha, mesmo ao lado da redação. Tive também oportunidade de ver o chef que estava nesse dia a cozinhar e acompanhei as sessões de fotografia com a produção. No final, ainda vim carregada de revistas para casa.
Tenho de agradecer o convite e a simpatia de todos quantos me receberam. Hernâni, Manuela, Gil e Paula, muito obrigada!

Focaccia de cebola roxa e alecrim

A focaccia é um tipo de pão de origem italiana e, como tudo o que é italiano, é uma delícia. A focaccia de alecrim é das mais conhecidas, mas resolvi juntar também a cebola roxa, que lhe dá um sabor adocicado. Esta receita veio daqui.

Ingredientes:
500g farinha trigo sem fermento
315ml água morna
10g fermento de padeiro seco
1 c. sopa açúcar
1 c. chá sal fino
3 c. sopa azeite

1/2 cebola roxa cortada em pétalas
1 ramos de alecrim fresco ou seco
sal marinho grosso q.b.
azeite q.b.

Grão-de-bico com chouriço e coentros

Para dar as boas-vindas ao outono, uma receita simples e deliciosa, com sabores da estação. Pode servir como entrada ou acompanhamento.
(adptada da Continente Magazine)

Ingredientes:
400g de grão-de-bico cozido
1 chouriço de vinho
1 alho
coentros picados q.b.
(usei salsa porque era o que tinha!)

Doce de tomate com canela e limão

Adoro compota de tomate. Talvez seja a minha preferida. Desta vez, fiz esta receita com canela e limão, mas fica igualmente deliciosa com gengibre (um pedaço do tamanho de uma noz bem picadinho). Experimentem! Nesta altura, há muito tomate. Deixo uma dica para quem quiser congelar: retire do congelador e passe por água bem quente, a pele vai sair muito facilmente.
Esta manteigueira onde servi o doce era da minha bisavó materna e tem mais de 150 anos. Linda, não acham?

Ingredientes (8 frascos médios):
3kg tomate (pelados, sem sementes e escorridos)
2kg açúcar branco
1/2 kg açúcar amarelo
3 paus de canela
casca de meio limão

Bolo de lima e mirtilos com calda de lima




Um bolo maravilhoso, adorei! Aliás, adoro bolos com fruta porque são mais húmidos e saborosos. Neste, a lima e os mirtilos trazem muita frescura e contrastam com o doce do bolo.

Chia pudding de piña colada

No post anterior, falei da chia e prometi esta receita. Cá está, chia pudding. Ótima para o lanche ou pequeno-almoço. As primeiras vezes que fiz, não gostei muito, mas fiz com "leite" de soja e deixei respousar a noite toda. Achei a textura demasiado gelatinosa. Tive de misturar outras coisas para melhorar esse aspeto. Esta ficou ótima e faz lembrar a piña colada. Para não ter de juntar açúcar (pode juntar stevia ou agave que é mais saudável), experimentei leite de côco, mas pode usar qualquer outro ou iogurte. Pode usar qualquer fruta, triturada ou inteira. Para saber mais sobre chia e como usar, veja este post.
 
Ingredientes (serve 1):
200ml leite de côco
1 rodela de ananás
2 c. sopa sementes de chia
1 c. sopa de côco ralado desidratado

Superalimentos #2 [sementes de chia]


Gosto imenso de usar sementes, tanto em pratos doces quanto salgados. As de chia são das minhas preferidas. Já as usei neste bolo e neste smoothie. No entanto, resolvi ir ler mais sobre estas sementes, tão faladas.

Chia significa "oleoso". A chia, uma planta originária da América Central, dá as tão conhecidas sementes, ricas em fibras, antioxidantes (mais do que os frutos vermelhos), proteínas, cálcio (mais do que o leite gordo) minerais e vitaminas. São a fonte vegetal mais rica em Omega 3 (mais do que o salmão).

A sementes de chia, considerada um superalimento, têm várias propriedades, mas a mais conhecida está relacionada com o combate ao excesso de peso. De facto, a chia ajuda a emagrecer, pois causa saciedade, ou seja, sendo rica em fibras, ao entrar em contato com a água, forma um “gel” no estômago. Logo, a digestão torna-se mais lenta e ficamos satisfeitos mais rapidamente e durante mais tempo, comendo menos. Há estudos que comprovam a diminuição do apetite até 120 minutos após o consumo.

No entanto, as sementes de chia têm várias outras propriedades associadas, a saber:
Previnem e controlam a diabetes
Previnem doenças cardiovasculares
Regulam o colesterol
Fortalecem a imunidade
Têm um efeito anticelulite
Fortalecem o cabelo e as unhas

Wrap de frango com molho de iogurte light

Mais uma receita de aproveitamentos. Todos nós gostamos de um franguinho assado, mas parece que os peitos vão ficando para o fim - é uma parte mais seca. Aproveitamos e fazemos um wrap delicioso e saudável, com ingredientes que facilmente temos em casa. Esta receita é ótima para levar para o trabalho na sua lancheira, mas também para a praia.

Gelado de natas frescas com molho de frutos silvestres

Para começar o mês de setembro, ainda com sabor a calor, uma sobremesa gelada e quente!
Por muito que goste de cozinhar, no verão, não quero passar o tempo enfiada na cozinha quando posso estar a aproveitar o tempo com outras coisas. No entanto, nem por isso abdico de receitas deliciosas. Esta é muito rápida de fazer e costumo fazer quando não tinha nada pensado e tenho de improvisar uma sobremesa que agrade a todos. 
Esta combinação do gelado de natas frescas com o molho de frutos silvestres faz-me lembrar cheesecake - adoro!

Ingredientes:
350g frutos silvestres congelados
2 c. sopa mel
gelado de natas frescas de compra (ou outro a gosto)

Frango com mel e mostarda e tomates no forno


Ingredientes (serve 2):
Frango
2 pernas de frango
2 dentes de alho
sumo de 1/2 limão
2 c. sopa mel
2 c. sopa mostarda
1 c. chá pimentão-doce
sal e pimenta q.b.
Tomates
4 tomates
2 dentes de alho
200ml azeite
1 c. sopa oregãos
pimenta em grão q.b.
sal q.b.

Figos grelhados com mousse de iogurte e infusão de mel, gengibre e laranja


Ingredientes (serve 4):
4 iogurtes naturais (500g)
300ml creme vegetal ou natas para bater
16 figos
4 c. sopa mel
4 c. sopa água
1 saquinho de chá de gengibre e laranja (ou outro a gosto)
1 c. sopa açúcar amarelo

Panna cotta de alfazema com compota de ameixas rainha-cláudia

Resolvi experimentar algo diferente e correu muito bem. Pode parecer estranho, mas a alfazema veio trazer frescura à panna cotta. A compota é a mesma que usei nesta receita. Quis aproveitar um pouco que me tinha sobrado, mas podem usar outra a gosto. Experimentem que vão gostar!


Ingredientes (serve 4):
400ml natas ou creme vegetal
2 c. sopa açúcar
3 folhas de gelatina
1 raminho de alfazema
2 ameixas maduras descascadas e cortadas ao meio
4 c. sopa compota rápida de ameixas (receita aqui)


Onde rapar o tacho #9


Gosta de marisco? Então, vai adorar esta sugestão!
Imagine um rodízio de marisco, ou, se quiser, imagine-se a comer marisco até não poder mais! Convencido? E se lhe disser que o rodízio inclui sapateira, gambas, camarão, ameijôas, mexilhão e percebes? Quer mais motivos? O marisco é super fresco e delicioso, sem dúvida, o melhor que já comi.

Bruschetta de tomate e queijo com manjericão

Tomate, queijo, pão e azeite. Alguns dos meus ingredientes preferidos. Produtos frescos resultam sempre em receitas deliciosas!

Ingredientes (6):
pão (usei de centeio)
3 tomates
150g queijo a gosto (usei de cabra curado)
1 chávena de manjericão fresco
azeite q.b.
sal q.b.


Sangria de champanhe com frutos vermelhos



Ingredientes:
1 garrafa de champanhe
200g frutos vermelhos congelados
1 pau de canela
1 laranja cortada em pedaços
sumo de 1 laranja
1 ramo de hortelã

Doce de figos pingo de mel e especiarias

Um dos meus doces preferidos é o de figo. Desta vez, resolvi fazer esta receita com especiarias e posso dizer-vos que ficou uma maravilha. Na verdade, fiz este doce o verão passado e desapareceu logo. Este ano, já nem o fiz porque os figos desapareceram antes de eu ter tempo para fazer fosse o que fosse.
Os figos fazem-me lembrar da minha avó. Ela secava-os no verão e depois tinha sempre alguma coisa para oferecer durante o ano. E figos secos com amêndoas e/ou nozes? Gosto tanto!

Ingredientes:
2kg de figos pingo de mel
1kg de açúcar amarelo
2 paus de canela
4 cravinhos
1 estrela de anis
sumo de 1 limão

Gelado de iogurte grego e compota rápida de ameixas rainha-cláudia


Nesta altura, há imensas ameixas. Resolvi fazer esta receita para lhes dar vazão. Na compota usei essencialmente ameixas rainha-cláudia, mas também juntei algumas vermelhas para avivar a cor da compota.

Ingredientes:

1L iogurte grego natural
500g de ameixas Rainha Cláudia sem pele nem caroços
100g de ameixas vermelhas
400g açúcar

Gaspacho de melancia com frutas tropicais e camarão

O verão anda envergonhado. Ainda assim, aqui no blog, começamos o mês de agosto com mais uma receita fresca, saudável e deliciosa. Já tinha lido algumas receitas de sopas frias com melancia, mas ainda não tinha experimentado. Quando vi esta, resolvi fazer. Não sendo grande fã de melancia, adorei este gaspacho, uma receita fantástica para o verão.
(adaptada da revista Sabe Bem Faz Bem, n.º 20, 2014)

Ingredientes (serve 4):
1 kg melancia limpa de sementes e casca
100ml crème fraîche
1 manga
1 papaia
1 talo de aipo
200g camarão cozido e descascado
hortelã q.b.
sal e pimenta q.b.

Hummus de beterraba e queijo-creme


Uma alternativa saudável aos patês e dips que, por norma, levam maionese.

Ingredientes:
2 beterrabas cruas descascadas
2 c. sopa de queijo-creme
1 dente de alho sem germe
sumo de 1 limão
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de chá de cominhos
sal q.b.
pimenta moída no momento q.b.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...